Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

O Trompete

História:

O trompete é um dos instrumentos mais antigos do mundo que permanece sendo tocado até hoje. Existem registros de pinturas egípcias que retratam trompetes, além disso, foram encontrados 2 exemplares do instrumento na tumba de Tutancâmon, o que significa que possuem, pelo menos, 3300 anos.

Existiram trompetes de diversos formatos, inicialmente eram retos, a partir do século XV os construtores começaram a modelar trompetes em formato de "s" e foi somente no século XX que o instrumento tomou a forma que conhecemos hoje.

Características:

Os primeiros trompetes eram feitos com materiais bem diferentes como tubo de cana, bambu, madeira, osso ou conchas, e somente na idade média é que passaram a ser produzidos com o uso de metais.

O trompete é um instrumento de tubo cilíndrico em três quartos da sua extensão, tornando-se então cônico e terminando numa campana. O bocal, localizado do lado oposto da campana, pode possuir diferentes formatos, e quanto mais raso, mais facilmente os registros altos poderão ser tocados.

São suas três chaves (válvulas) que permitem ao trompetista tocar todos os sons dentro da extensão que o instrumento suporta. As chaves definem por onde o ar irá passar, e através da utilização destas chaves, separadamente ou em conjunto, o instrumentista é capaz de reproduzir todas as notas da escala cromática.

Classificação:

Instrumento de sopro (de metal).

Principais ritmos:

O trompete é utilizado em vários ritmos musicais, mas mais comumente na música clássica e no jazz, e em estilos mais acelerados como o mambo, a salsa e o frevo.

Volume do instrumento (dB):

Trompete em SIb: 88 - 108 (Ref: Orquestra Sinfônica: 120 -137)

extensão do Piano

Versões existentes:

em DOb – extensão (FA#2 - RE5)
em SIb – extensão (MI2 - DO5)

Outras versões menos utilizadas:

em RE – extensão (SOL#2 - MI5)
em MI b – extensão (LA2 - FA5)
piccolo em SIb – extensão (MI3 - SOL5)
baixo em DO – extensão (FA#1 - DO4)
baixo em SIb – extensão (MI1 - SIb3)
baixo em MIb – extensão (LAb1 - MIb4)